DECRETO Nº 47.849, DE 28 DE AGOSTO DE 2019

·          Publicado no DOE de 29.08.2019.

·          ERRATA Publicada no DOE de 30.08.2019.

Introduz alterações no Decreto nº 43.346, de 29 de julho de 2016, que regulamenta o Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal – FEEF, relativamente à dispensa de depósito ao referido Fundo.

O GOVERNADOR DO ESTADO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo inciso IV do art. 37 da Constituição Estadual, DECRETA:

Art. 1º O Decreto nº 43.346, de 29 de julho de 2016, que regulamenta a Lei nº 15.865, de 30 de junho de 2016, que institui o Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal – FEEF, passa a vigorar com as seguintes modificações:

“Art. 2º ............................................................................................

.......................................................................................................

§ 1º A base de cálculo para aplicação do percentual de que trata o caput e definição do respectivo valor a ser depositado no FEEF corresponde a: (NR)

.......................................................................................................

Art. 3º-C. A exigência do depósito prevista no art. 2º fica dispensada nas seguintes situações:

I - estabelecimento enquadrado em uma das seguintes hipóteses, desde que a respectiva arrecadação seja incrementada, no mínimo, em valor equivalente ao montante que seria depositado no FEEF, observado o disposto nos §§ 1º e 3º: (NR)

.......................................................................................................

b) beneficiário do PRODEPE, nos termos da Lei nº 11.675, de 1999, inscrito no Cacepe com código da Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE 1052-0/00, relativamente aos períodos fiscais em que o valor da aquisição de leite em estado natural, produzido neste Estado, for superior a 50% (cinquenta por cento) do valor total do leite adquirido, em estado natural ou em pó. (NR)

.......................................................................................................

4º Para efeito de interpretação do disposto no inciso I do caput, a definição do valor devido ao FEEF, a ser utilizada exclusivamente como referência para determinação do aumento do ICMS necessário para a dispensa do mencionado depósito ao Fundo, deve ser obtida tomando-se como base de cálculo os incentivos utilizados no mesmo período fiscal do ano anterior. (AC)

....................................................................................................”.

Art. 2º Este Decreto entra em vigor em 1º de setembro de 2019.

Art. 3º Ficam revogados o § 2º do art. 3º-C e o Anexo Único do Decreto nº 43.346, de 29 de julho de 2016.

Palácio do Campo das Princesas, Recife, 28 de agosto do ano de 2019, 203º da Revolução Republicana Constitucionalista e 197º da Independência do Brasil.

PAULO HENRIQUE SARAIVA CÂMARA
Governador do Estado

DÉCIO JOSÉ PADILHA DA CRUZ

JOSÉ FRANCISCO DE MELO CAVALCANTI NETO

ERNANI VARJAL MEDICIS PINTO

Este texto não substitui o Publicado no Diário Oficial do Estado.

ERRATA

·          Publicada no DOE de 30.08.2019.

No art. 2º do Decreto nº 47.849, de 28 de agosto de 2019, que introduz alterações no Decreto nº 43.346, de 29 de julho de 2016, que regulamenta o Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal – FEEF, relativamente à dispensa de depósito ao referido Fundo:

Onde se lê:

“Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 1º de setembro de 2019.”

Leia-se:

Art. 2º Este Decreto entra em vigor em 1º de setembro de 2019.

Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado.