O Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e)  é um modelo nacional de documento fiscal eletrônico que veio substituir a sistemática atual de emissão do documento em papel (Manifesto de Carga - modelo 25), com validade jurídica garantida pela assinatura digital do emitente, simplificando as obrigações acessórias dos contribuintes e permitindo, ao mesmo tempo, o acompanhamento em tempo real das operações comerciais pelo Fisco.
 
O MDF-e deverá ser emitido por:
  1- Empresas prestadoras de serviço de transporte, ou seja, se a transportadora for prestar um serviço que tenha CT-e, ou nota fiscal impressa (modelo1 ou1-A), ou NF-e (modelo 55) ou  CTRC, enfim, qualquer documento permitido pela legislação vigente para acompanhar a circulação e documentar a prestação de serviço anterior relativa à carga que estará sendo transportada,  esta empresa deverá emitir o MDF-e.
   2 - Empresas emissoras de NF-e nas operações cujo transporte seja realizado em veículos próprios, arrendados ou mediante contratação de transportador autônomo de cargas. Se a empresa emissora de NF-e contrata um transporte autônomo ou usa veículos próprios, ela será responsável pela emissão do MDF-e.
 
A finalidade do MDF-e é agilizar o registro em lote de documentos fiscais em trânsito e identificar a unidade de carga utilizada e demais características do transporte.
 
Autorização de uso do MDF-e implicará registro posterior dos eventos nos documentos fiscais eletrônicos nele relacionados.